Entrevista Nya Lou

Submit to DeliciousSubmit to DiggSubmit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to StumbleuponSubmit to TechnoratiSubmit to TwitterSubmit to LinkedIn

nyalou1-Quando começou este bichinho pela musica?

Nya Lou : O bichinho pela musica nasceu na minha adolescência, quando me deixei fascinar pelas grandes vozes da música Americana, a capacidade de interpretação deixavam-me literalmente hipnotizada. Lembro-me que inundei muitos dos meus cadernos de escola com letras de musica. Era uma sonhadora acordada!

2-Conte-nos um pouco do seu percurso?

Nya Lou : Eu estava de férias em Marrocos, na altura com 15 anos, quando compûs o meu primeiro tema inspirado na eufori das Spice Girls, ‘All the way up’ era o título e quase convenci a minha irmã e as minhas primas a formar uma banda. Foi divertido, aí nasceu o gosto por criar melodias. O meu consumo de musica também aumentou depois dessa ‘revelação’.

3-Quais as suas musas inspiradoras?

Nya Lou : As minhas musas são: Whitney Houston, Mariah Carey e Toni Braxton, menciono estas três divas porque foi a consumir a musica e a imagem delas que insisti em realizar o meu sonho. Tentar cantar como elas era um desafio.

4-Quando surgiu a grande oportunidade?

Nya Lou : Não há um momento específico no meu percurso que tenha sido mais relevante que todos os outros, digamos que várias oportunidades me direccionaram para a realização deste album e por isso fico grata pelos bons e maus momentos desse percurso.

5- Sabemos que fez parte do coro da Maya Cool como foi essa experiência?

Nya Lou : A grande oportunidade de me fazer notar surgiu a convite do Maya Cool para integrar a sua banda como corista. Na altura ele lançava o algum Lágrimas e estava no auge da sua carreira. Conviver com musicos profissionais como o Maya e a banda Splash foi muito importante.

6- Como foi cozinhar seu album com grandes nomes da musica africana?

Nya Lou : Foi mais fácil do que esperava. Existe um estigma de que os artistas famosos são inalcançáveis, mas no meu caso todos foram acessiveis e profissionais. Deram 150% no trabalho e na simpatia. O ambiente em estudio foi excepcional. Agradeço de coração todo o empenho e considero-me privilegiada.

 

7- Teve um feedback positivo por parte do publico?

Nya Lou : O feedback vem de várias direcções e em diferentes formatos, alguns positivos outros negativos. Há um interesse por saber quem é a Nya Lou, de onde surgiu, como obter ao album, etc. Os temas que tiveram especial atenção foram: Boss, Deixa Andar e To Say I’m Sorry, mas o album ainda se está a tornar conhecido e tenho a certeza que outros temas também terão sucesso

 

8- Como tem encarado a critica?

Nya Lou : Com um sorriso nos lábios até quando não é constructiva, depois de tantos anos na batalha, acho que esta guerra eu venci e outras terei que me alistar para saber se valerão a pena. Por enquanto estou satisfeita, eu digo sempre que queria que as pessoas soubessem quem é Nya Lou e do que é capaz, daqui para a frente só quero continuar a impressionar.

 

9- Com este album na rua começam a surgir os espectáculos, o que tem agendado para breve? E já agora qual o palco que sonha um dia pisar?

Nya Lou - A minha agenda está em planeamento, mas devo dizer que gostaria de pisar um palco em Guadalupe e Martinique que eu considero o berço do zouk, um estilo que aprendi a amar, Suzanna Lubrano, Tanya Saint-Val e Princesse Lover são os meus idolos e dividir o palco com elas seria genial. Gostaria também de me dar a conhecer no Brasil, onde sei que a minha musica foi muito bem recebida.

10- Para terminar, diga-nos o que sentiu ao ouvir as suas musicas pela primeira vez na rádio?

Nya Lou - Uma emoção única, é a compensação de muito esforço e carinho dedicados à musica e quando me ouço quase nem acredito que milhares de outras pessoas também estão a apreciar o meu trabalho. A divulgação nas rádios é provavelmente a mais abrangente, eu própria me actualizo por ouvir rádio todos os dias. Por isso agradeço todos os dias a Deus a oportunidade que ele me deu de fazer o que gosto.

 

Para terminar apenas numa palavra diga-me:

*Sua maior vertude?

Nya- A capacidade de amar intensamente e fielmente.

*Fica emocionada com?

Nya- A interpretação do meu tema ‘Por ti vou chorar’ é muito especial pra mim, traz lembranças de tempos que já não voltam.

*Se te fossem concedidos dois desejos, quais seriam?

Nya- Dar vida às pessoas que amava e que infelizmente perdi e muita saúde às que ainda se encontram comigo e que tanto medo tenho de perder.

 

*Uma frase?

Nya- ‘A life without a cause is a life without effect’ (autor desconhecido) é importante dar sentido à vida constantemente.

*Uma tentação que não resiste?

Nya- Bombó frito, sou louca pelo cheiro e pelo sabor. Se está a fritar, eu estou a comer!

Entrevis concebida ao PauloRusso para a Radio Famastar no dia 01-Set-09

SOULZOUK.COM