Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Vi-K

 Victor ou melhor "Vi-k" é um músico compositor e vocalista de um estilo que tem vindo a ganhar uma nova dimensão mundial, à qual o artista gosta de chamar de "R&zouk". Outros usariam o termo Zouk ou Kizomba. "Vi-K" nasceu em Moçambique, mas viajou para Portugal quando ainda era uma criança. Tendo recentemente lançado o seu primeiro álbum, "Caminho", Vi-K é já um nome que veio para ficar no mundo musical. Leia o "chit-chat" que a Rádio Afrowave teve com o artista.


afrowave: Olá Vi-K seja benvindo à rádio afrowave...
Vi-K:
olá...é um prazer estar com todo o auditório

afrowave: o seu nome parece ter surprendido o mundo musical com o seu
primeiro e novo álbum---Caminho! Como explica a sua aparência no mundo musical?
Vi-K:
com naturalidade...a música une as pessoas em todo o mundo e ela
faz parte da minha vida desde muito pequeno até que resolví passar de ouvinte ao intérprete.

afrowave: em que altura na sua vida descobriu estas suas qualidades?
Vi-K:
a primeira vez que interpretei uma canção em público, recebí muitos aplausos e carinho de cerca de 500 espectadores; tinha interpretado uma música gospel de nome "Happy Day." Foi aí que ví qual era o meu caminho

afrowave: muito bem. isto foi há quantos anos?
Vi-K:
tinha 17 anos na altura e hoje tenho muitos mais (risos)

afrowave: lendo a sua biografia, aparcebí-me que tem uma origem africana....quer falar disso?
Vi-K:
sim é verdade, nascí na Beira "Moçambique" e quando vim para Portugal tinha apenas 2 anos...viví sempre junto da comunidade Palopiana, e a música e cultura--base da minha educação--foi sempre conectada com Cabo Verde Angola, e Moçambique, países onde tenho familiares muito queridos.

afrowave: ouvindo as suas músicas, ficamos logo com a impressão de que tem origens caboverdianas....o porquê da sua inclinação ao estilo de CV?
Vi-K:
desde muito pequeno que fui criado com muitos Cabo Verdeanos; a maior parte dos meus amigos são maioritariamente de origem Cabo Verdiana, daí ter aprendido o crioulo desde muito pequeno. Também como todos os meus ídolos cantores que me têm inspirado até hoje são cantores de Cabo Verde, isto contribuiu muito para isso.

afrowave: portanto, daí o aspecto multi-linguístico e multi-dimensional da sua música---canta em Português, crioulo e também em Inglês!
Vi-K:
é verdade...eu acredito que a música é um meio para unir culturas, religiões, países, pessoas. Tudo.

afrowave: agora falemos do seu primeiro e novo álbum---"Caminho." Como decorreu a concepção e a edição deste trabalho?
Vi-K: este trabalho foi uma "Luta" enorme porque é difícil entrar neste meio musical. Só é possível isso acontecer se investirmos em nós próprios. Comecei a gravar este álbum fazendo horas extras no serviço para juntar dinheiro e poder contar com a participação dos melhores produtores a residir em Portugal. Fui construindo este álbum a pouco e pouco até chegar ao dia final com um enorme prazer de sentir que o investimento foi positivo e gratificante.

afrowave: o "Caminho" é, de facto, um trabalho magnífico....parabéns por isso. Com que artistas e produtores contou?
Vi-K:
contei com Caló Barbosa "Tabanka Djaz", Karipa "Kem Boys", Ciro Cruz, Kalú "KCI music productions", e tive também as participações de Djipson, Tino MC, Hélvio, Maísa, Karina...espero não me estar a esquecer de ninguém (risos). Todos eles valorizaram muito e me fizeram aprender bastante.

afrowave: parece ser o "dream team", não é? Todos estes são, de facto, bons profissionais!
Vi-K:
é verdade são eles o segredo do sucesso do álbum "Caminho".

afrowave: como é que tem sido a aceitação do álbum?
Vi-K:
a aceitação tem sido óptima, as músicas estão a passar na rádio, nas discotecas e tenho recebido muitos contactos, convites, e elogios tendo em conta que só está à venda há 1 mês e 50% da produção já foi vendida. O resultado está a superar as minhas expectativas, graças a Deus!

afrowave: e em termos de concertos e promoções, tem feito alguns?
Vi-K:
foram iniciados recentemente contactos para a promoção deste trabalho e assim que houver algo de concreto, a informação estará disponível em para todos os ouvintes que quiserem assistir. Desde já estou aberto às propostas de todo o mundo; a minha disponibilidade será total.

afrowave: como caracteriza o álbum "Caminho" em termos de estilos musicais...será kizomba, zouk love, cabo love....o quê de concreto?
Vi-K:
eu na brincadeira gosto de caracterizar o álbum como de "R&Zouk", uma mistura de R&B, Zouk e Kizomba, tendo neste álbum Kizombas e também Zouks...é dificil definir a 100%.

afrowave: acho que a sua caracterização é justa...falando de Zouk, que é a definição básica do seu estilo....há agora muitos novos artistas e talentos. Acredita que você veio para ficar no mundo de Zouk?
Vi-K:
eu gostaria de acreditar que sim! O que sei de facto é que estou a fazer aquilo que me realiza pessoalmente e é isso o mais importante.

afrowave: bem dito! Quanto ao mercado de consumidores deste estilo musical....acredita que há um número suficiente de consumidores de zouk (e de demasiados variantes) para sustentar demasiados artistas?
Vi-K:
actualmente viver da música é muito dificil. Acho que quem realmente gosta da nossa música, estará sempre a sentir as novidades que surgem. O importante é fazer com que o nosso estilo musical se abra para novos mercados, sejam eles europeu, americano, até o Japonês quem sabe. Isto é uma luta constante e o importante é sairem trabalhos com qualidade para valorizar esta nossa cultura. Havendo música de qualidade, haverá sempre mercado.

afrowave: bem dito! sem lhe roubar mais tempo...gostaria de saber quais são os seus temas favoritos no álbum...muitos artistas preferem não revelar este segredo (risos)...
Vi-K:
São : "Obi Xinti", "És um Som Lindo", "Perduam Braçam". Tenho a música que me toca mais pessoalmente que é "meu Puto" por ser escrita para o meu filho e ter o riso dele.

afrowave: que doce! Confesso que estes temas são também os meus favoritos. E quém são os seus ídolos musicais?
Vi-K:
Gosto muito também do Roger e do Tó Semedo. O meu maior sonho é Cantar ao lado de Grace Evora, foi uma das minhas maiores inspirações, quem sabe um dia ele ouvirá falar de mim!

afrowave: para os que não saibam---você reside em Portugal, não é?
Vi-K:
é verdade. No Conselho de Oeiras, para ser mais preciso.

afrowave: nós aqui na Rádio Afrowave, desejamos-lhe uma boa sorte e sucessos com este álbum e com os projectos futuros! acreditamos em si e obrigado mais uma vez pela sua disponilibidade em falar connoscoe...
Vi-K:
Eu é que agradeço a oportunidade e todo o carinho recebido pela Equipa da Rádio Afrowave, que muito me tem apoiado neste sonho. Sinto-me muito Feliz por saber que me têm valorizado. Um Grande e Forte Abraço!

Built with HTML5 and CSS3
Copyright © 2013 SOULZOUK.COM

Powered by Warp Theme Framework

Facebook

Twitter

Google Plus

YouTube